Livro: Perto do coração selvagem

Autores(as): Clarice Lispector
Editora: Rocco
Páginas: 204
Nota: 5/5 (ótimo)


"Você sabe que eu não minto, que nunca minto, mesmo quando... mesmo sempre? Sente? Diga, diga. O resto então não importaria... Quando digo essas coisas... essas coisas loucas, quando não quero saber de ser passado e não quero contar sobre mim, quando eu invento palavras... Quando eu minto você sente que eu não minto?"

Clarice Lispector é uma autora cuja popularidade tem crescido bastante e uma das facetas desta expansão está intrinsecamente relacionada ao mundo digital e às redes sociais: de repente, uma multidão de [supostos] leitores de Clarice invadiu a rede e passou a postar, quase como num exercício diário, frases e mais frases de [também suposta] autoria da escritora.
A obra da autora, no entanto, é muito extensa, intensa, densa e tensa, (já que é para abusar das aliterações e assonâncias), para ser resumida à pequenas citações, que muitas vezes nem foram entendidas verdadeiramente.
"Perto do coração selvagem", primeiro romance de Lispector, é arrebatador: a falta de linearidade (isto é, os acontecimentos que não podem ser enquadrados em uma ordem lógica); o conhecimento da consciência dos personagens através de um narrador em 3ª pessoa que, vez em quando, se dilui, originando um discurso em 1ª pessoa; e a diluição das referências temporais e espaciais (há marcos como a infância, que podem ser identificados, mas não existe nenhum tipo de definição temporal), entre outros elementos da obra trazem a premissa de que só existe realidade como sensação do sujeito.

Joana, a protagonista, vive constantemente a tensão entre a sua realidade interna e a realidade externa.

"Perco a consciência, mas não importa, encontro a serenidade na alucinação."

Ao percorrer a obra, percebe-se que a solidão torna-se a própria essência da personagem, ocasionando a fragmentação da mesma, propiciada também pela ausência de retrato dos personagens, isto é, por não existir uma consciência representativa do sujeito e, por isso, (por não ser uno), ele se fragmenta.

"- Queria saber: depois que se é feliz o que acontece? O que vem depois? - repetiu a menina com obstinação.
A mulher encarava-a surpresa.
- Que ideia! Acho que não sei o que você quer dizer, que ideia! Faça a mesma pergunta em outras palavras.
- Ser feliz é para conseguir o quê?"



Leitura recomendadíssima!


14 Comentários

  1. Gente, como você escreve bem, faz uma crítica boa e profissional, depois que fui ver que é a sua área de formação. Parabéns pelo post. Agora Clarice Lispector, posso dizer que nunca tive vontade de ler. O_O

    Martha Balieiro
    FB
    www.marthabalieiro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Martha! Obrigada pelo comentário! Sou apaixonada por Literatura desde sempre, por isso decidi estudá-la... Tenho uma série de autores, que embora sejam bastante reconhecidos pelos trabalhos desenvolvidos, nunca tive vontade de ler! Em relação a Clarice, admito que sou fã; li cerca de seis livros dela, mas sou apaixonada por todos, rs. Quem sabe um dia você tente e acabe gostando, não é?
      Beijo

      Excluir
  2. vou ler o livro se tiver um tempinho
    adorei o post
    FB
    jéssica mota
    http://departamentofemininoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Jéssica! E depois passa aqui pra contar sua opinião... Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  3. que legal! parecer ser um daqueles livros que a gente começa e não quer mais parar ate que ele termine rsrs
    Beijos da Thatai (Diario Fantasma) / FB
    Blog: diariofantasmaa.blogspot.com
    YouTube: youtube.com/diariofantasmaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thatai, caso leia algum dia, volte aqui para dizer sua opinião. Beijo

      Excluir
  4. Pq Clarisse tem que ser tão perfeita ? Simplesmente escreve como ninguém. Uma das minhas autoras favoritas.
    Bjs
    FB
    http://amordeumapoeta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Bom eu sou fã de Clarice Lispector, meu primeiro contato com as suas obras foi o penúltimo romance e último livro publicado quando ainda estava viva, A Hora da Estrela, fui comprar para a minha filha quando cursava a 5ª série, ela leu e eu acompanhei para que pudéssemos trocar opiniões. Aí fui em busca de maiores informações sobre a escritora e me interessei por algumas particularidades. Sou apaixonada por livros e fico doidinha quando não encontro um companheiro para ser devastado. rsrs Parabéns pela postagem, deixa-nos na maior curiosidade de saber mais, tanto que fiquei me perguntando: "depois que se é feliz o que acontece? O que vem depois?"

    Beijos e uma semana de paz !

    Gleide - FB
    www.caixadebugingangas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gleide! Que legal o seu comentário! Continue incentivando sua filha. E, sim, a obra da Clarice é fascinante e sempre deixa várias questões pairando. Beijo, obrigada!

      Excluir
  6. Clarice é incrível e sua resenha foi extremamente bem feita, parabéns!
    Vou procurar o livro!

    FB
    paulapimentamakeup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Paula! Depois conte-me sua opinião sobre o livro!

      Excluir
  7. Tenho muito vontade de ler um livro da Clarice Lispector,quem sabe não vai esse esse?!
    Muito boa sua resenha,parabéns ;)
    Abraços!

    FB
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sávio! Leia sim e depois me conte o que achou. Obrigada!

      Excluir

♥ Se for comentar evite "copia e cola" e comentários sem sentido, eles serão ignorados.
♥Reflita: Se você não se interessa em comentar algo que condiz com o conteúdo escrito, como posso me interessar em conhecer o seu?

Obrigada pela compreensão e pela visita.
Beijos, A equipe.